Varizes: Saiba os Melhores Tratamentos Caseiros

Quando as veias não são mais capazes de cumprir sua função que é levar o sangue ao coração, são formadas as varizes. É bem mais comum que se localizem nas pernas, pois é onde as veias tem que trabalhar com mais força devido à gravidade, mas podem ocorrer em vários outros lugares do corpo.

Existem algumas maneiras de prevenir as varizes assim como várias formas de tratamento, desde receitas caseiras, cirurgias e cremes como o Varioff Funciona muito bem para tratar as varizes.

Atividades físicas e uma alimentação saudável é sempre recomendada pelos profissionais da saúde tanto para revenir como para auxiliar nos tratamentos das varizes. Tratamentos caseiros também demonstram excelentes resultados.

Vejamos algumas dicas de tratamentos caseiros:

  • Infusão de erva cidreira e confrei

Coloque numa garrafa 500ml de álcool. Acrescente 4 folhas de confrei, 1 colher (sopa) de erva cidreira. Deixe em infusão por 2 dias (48 horas).

Coe a infusão transferindo para outra garrafa. Plique esta infusão sobre as varizes três vezes ao dia.

  • Compressa de couve

Esta opção é muito eficiente e muito simples de fazer.

Aqueça a folha de couve no micro-ondas (morno) em torno de 15 segundos, depende da potência. Aplique em cima das varizes. Deixe até esfriar totalmente.  Verifique se não ficou muito quente antes de aplicar na perna.

Depois que retirar a folha de couve, lave o local com água gelada. Isto vai ativar a circulação sanguínea do local.

  • Óleos essenciais

Os óleos essenciais ativam a circulação do sangue, reduzido o desconforto das varizes diminuindo as inflamações.

Misture:

– 2 gotas de óleo essencial de limão

– 2 gotas de óleo essencial de alfazema

– 2 gotas de óleo essencial de erva de São João

– 8 ml de óleo essencial de girassol

Após misturar tudo aplique no local das varizes massageando. Faça movimentos suaves e circulares. Não use força.

  • Chá de Hamamelis

Este é chá é muito conhecido no tratamento das varizes. O Hamamelis ajuda a fortificar as veias e a reduzir as inflamações provocada pelas varizes.

Leve ao fogo uma panela com 500 ml de água. Quando ferver desligue o fogo e acrescente 5g. folhas secas de hamamelis. Tampe e deixe repousar por 10 min. Coe e beba 2 xicaras ao dia.

O mercado oferece também a pomada, o extrato e capsulas de hamamelis.

  • Chá da Castanha da índia

A castanha da índia também é reconhecida por suas propriedades curativas no tratamento das varizes.

Leve ao fogo uma panela com 500 ml de água. Quando ferver desligue o fogo e acrescente de 10 a 15 folhas da castanha da índia. Tampe e deixe repousar por 10 min. Coe e beba 3 xicaras ao dia (de preferência após as refeições).

Zumbido no Ouvido Causa Depressão?

Embora a ciência e a medicina estejam sempre evoluindo, a verdade é que o corpo humano ainda guarda uma infinidade de segredos e coisas desconhecidas. Uma delas é a relação entre o zumbido no ouvido e doenças psiquiátricas, como é o caso da depressão.

O fato que muita gente ainda nem imagina é que uma das causas do zumbido no ouvido pode ser a depressão e podem se manifestar até mesmo antes de que haja um diagnóstico.

Então, para entender um pouco mais sobre a relação entre essas duas condições, continue lendo e vamos entender os detalhes.

Mas antes, o que é o zumbido no ouvido?

Também denominado de tinnitus, o zumbido no ouvido é um problema que leva o paciente a conviver diária e constantemente com um ruído, que é considerado bastante irritante.

O fato é que existem muitas causas possíveis para que isso acontece, estando associado com a perda de audição na maioria dos casos.

Mais do que isso, os sons também podem ser variados, sendo que algumas pessoas escutam estalos, chiados, apitos, cliques e outros.

Esse som constante pode ter volume alto, baixo, moderado, intenso ou bastante incômodos.

Além disso, em alguns casos esse chiado é algo passageiro, embora também possa ser algo permanente. O bom é que esse problema tem tratamentos, e o calminax funziona perfeitamente para acabar com o zumbido no ouvido.

Ansiedade, depressão e zumbido no ouvido

A ansiedade é um considerada uma emoção humana bastante comum e até benéfica em alguns casos, quando se encontra em níveis aceitáveis. No entanto, quando se torna excessiva, pode desencadear problemas.

As pessoas que apresentam quadros de ansiedade excessiva, no aspecto psicológico e emocional, vivem em estado de nervosismo constante, sentem irritação, agitação e dificuldade de se concentrar.

Os sintomas também se manifestam fisicamente, com aumento dos batimentos cardíacos, sensação de fraqueza, boca seca, mãos frias e outros.

É justamente esses sintomas que vem acompanhado de quadros de ansiedade que podem causar o temido zumbido no ouvido.

Já nos quadros de depressão, o zumbido no ouvido tende a ser mais frequente, não sendo incomum que pessoas que manifestam depressão clínica já apresentavam o sintoma do zumbido no ouvido até mesmo antes do diagnóstico.

Como tratar o problema?

Primeiramente, é essencial procurar ajuda médica, psicológica e/o psiquiátrica, para que seja possível controlar o problema inicial, que é a depressão e a ansiedade.

Mais do que isso, pode ser recomendado mudar hábitos alimentares, fazer atividade física, controlar a pressão arterial, diminuir o estresse e praticar exercícios para o controle da respiração.

Sexo e Quarentena: Saiba Quantas Dúvidas!

Agora que a COVID-19 é uma realidade presente em nossa sociedade, existem várias dúvidas sobre a questão do sexo e da quarentena . Existem aqueles que gostariam de ter um relacionamento íntimo, mas têm medo de se infectar ou aqueles que, ao contrário, sentem uma diminuição do desejo devido ao estresse e ao medo.

Muitas pessoas, portanto, estão se perguntando se é possível ter relações sexuais durante a quarentena ou se, em vez disso, é apropriado esperar; ou o que fazer para recuperar o desejo perdido. Vamos ver as principais dúvidas.

Sexo e quarentena: principais dúvidas

Em primeiro lugar, devemos estar cientes do fato de que há muita informação na web (quase uma pandemia informacional) e nem sempre confiável. O ponto de referência, portanto, continua sendo o médico de família, os números regionais gratuitos e o site da OMS . Esclarecido isso, vamos ver as principais dúvidas sobre sexo e quarentena e algumas dicas.

1. Posso fazer amor com meu parceiro?

Se o casal não apresentar sintomas e não tiver contato com pessoas doentes, podem ocorrer relacionamentos íntimos.

Pelo contrário, se um dos dois apresentar sintomas de COVID-19 ou mesmo o resultado do teste ser positivo para o esfregaço, é bom evitar e manter a distância prescrita. Se você já teve contato sexual, seria melhor fazer testes para descartar a presença do Coronavírus.

Também é aconselhável evitar beijos e fortalecer os hábitos de higiene. Lavar as mãos é essencial, especialmente se você tiver dúvidas de que tocou em superfícies contaminadas.

2. O que posso fazer para não esquecer minha vida sexual?

Neste momento, quando as práticas eróticas diminuíram devido ao distanciamento social, pode ser uma boa ideia recorrer ao erotismo virtual por meio de filmes eróticos, revistas ou livros, webcams ou outros.

3. O Coronavírus é transmitido sexualmente?

Até o momento, não há evidências de que o vírus possa ser transmitido pelos órgãos genitais. No entanto, é verdade que as informações são constantemente atualizadas. É certo, entretanto, que a saliva é um veículo de infecção.

Ter relações sexuais durante a quarentena expõe, por meio de beijos ou respiração, ao risco de infecção. Em qualquer caso, a regra do sexo seguro sempre permanece através do uso de preservativos.

4. Sexo e quarentena: devo usar máscara?

Alguns sexólogos aconselham o uso da máscara também com seu parceiro, especialmente se ele tossir ou espirrar. É claro que, durante todo o período em que será necessário seguir o distanciamento social, o sexo casual deve ser excluído . Estar com um novo parceiro também apresenta um alto risco.

Distanciamento de gênero e social

Além dos problemas relacionados à infecção, muitos casais reclamam da diminuição do desejo sexual devido à preocupação e incerteza que acompanha esse período. Em uma situação como a atual, é normal que ocorra uma queda na libido devido a mudanças repentinas de humor.

Fazer amor com o seu parceiro em segurança não só é possível, mas recomendado porque ajuda a diminuir a ansiedade , além de garantir todos os demais benefícios que a intimidade oferece.

O autoerotismo também é um grande aliado nessa época, com a ajuda de canais pornográficos ou de livros eróticos. Quem quiser relaxar sozinho e sem riscos pode fazer uso de brinquedos sexuais , claro, mantendo-os sempre limpos. Por fim, a intimidade de um casal não implica apenas contato físico, mas cuidado mútuo.

Sexo e quarentena: o que mais?

Uma dúvida final diz respeito às pessoas que se enquadram nas chamadas categorias de risco . Pessoas com doenças cardíacas, pulmonares e respiratórias ou que estejam imunossuprimidas devem evitar relações sexuais durante a quarentena.

Veja também: Remedio para aumentar o penis

O Ruivo Ideal Para Negras

Muita gente ainda tem dúvida se mulheres negras ou de pele bem morena ficam bem de ruivo. A resposta é SIM, claro! O que não faltam são divas como Beyoncé e Rihanna, volta e meia, exibindo essa cor nos cabelos e, vamos combinar, elas ficam lindas ruivas!

O única problema, no entanto, é que nem todo mundo sabe escolher o tom certo de ruivo para sua pele, e isso não apenas as mulheres negras.

O fato é que os cabelos ruivos, em seus mais variados tons, invadiram  a temporada, caindo no gosto da mulherada.

O que é preciso considerar, portanto, é que os fios vermelhos também combinam, e muito, com peles negras, desde que se encontre o tom certo, existindo aquele ideal para cada tom de pele.

Dica Extra: Se você tem cabelos fracos e quebradiços, recomendamos que faça uso do big hair que é um produto natural para queda de cabelo.

O tom certo

Pele negra clara

A dica é ter um contraste com a pele para não acabar ficando tom sob tom. A vantagem da pele negra sobre a branca é que ela pode diversificar mais, indo do vermelho acobreado até o vermelho vibrante.

Pele negra escura

Porém, quem tem pele mais escura, nesse caso, deve ir com calma, escolhendo um vermelho mais fechado.

Pele fria

Mulheres negras com a pele fria têm pouco pigmento vermelho na pele e por isso é indicado um tom vermelho acobreado não tão intenso.

Pele quente

Já, quem possui a pele quente, nesse caso, o ideal é um optar por um tom acobreado acinzentado, que não seja tão quente, puxado para o caramelo acinzentado, como por exemplo.

Nuances

S luzes também são uma boa opção, em um tom um pouco mais claro, antes de tingir as madeixas com o tom desejado, para que o cabelo fique cheio de nuances.

Como manter a cor dos cabelos

É preciso ter em mente que a tintura resseca muito os fios, por isso, é fundamental investir semanalmente em uma hidratação, usando produtos próprios para cabelos tingidos.

Infelizmente, é preciso se preparar para um possível desbotamento, já que o ruivo possui partículas de cor maiores que outros tons de tinta, com o pigmento vermelho se desprendendo do fio e desbotando com muito mais facilidade.

Por isso, para procurar manter a cor em dia, é preciso investir em retoques mais constantes, em intervalos menores do que em outras tonalidades, por exemplo.

Evite exposição ao sol

E, claro, como não poderia deixar de ser, como acontece com outras tonalidades, o ruivo também pede que se evite exposição ao sol, para que não desbotem e fiquem com aparência “queimada”, por excesso de sol. Uma dica é investir em protetores solares para cabelos antes de se expor ao sol.

E é isso, como pode perceber, negras combinam, sim, com cabelos ruivos, e ficam lindas! Mas, tal como qualquer pele, o segredo está em saber escolher o tom que mais combine, podendo ir do claro, ao escuro, natural, exagerado…o importante é se sentir bem e bonita!

O que pode causar Próstata aumentada?

Muito comum entre homens, principalmente, acima dos 50 anos, a próstata aumentada pode gerar muitos incômodos, prejudicando sua qualidade de vida.

Embora, na maioria das vezes, ela não represente grandes riscos, de qualquer forma, acaba afetando o dia a dia dos homens com essa condição.

Geralmente, no entanto, é aconselhável a consulta a um urologista para fazer o exame de toque retal e descartar problemas mais sérios, como câncer, por exemplo, que também pode causar aumento da próstata.

Sintomas da Próstata aumentada

Pelo fato dos sintomas de próstata aumentada serem semelhantes aos de qualquer problema na próstata, é preciso que um profissional qualificado possa verificar para, então, diagnosticar o problema e escolher o melhor tratamento.

Os sintomas mais comuns de próstata aumentada são:

  • Dificuldade para começar a urinar
  • Jato de urina muito fraco
  • Vontade frequente para urinar, mesmo de noite
  • Sensação bexiga cheia, mesmo depois de ter urinado
  • Presença de gotas de urina na cueca
  • Impotência ou dificuldade para manter uma ereção
  • Dor ao ejacular ou urinar
  • Presença de sangue no sêmen
  • Vontade repentina para urinar
  • Dor na região dos testículos ou perto do ânus

Lembrando que estes sintomas surgem, geralmente, após os 50 anos e acontecem pelo fato da inflamação da próstata pressionar a uretra (canal por onde a urina passa) e, assim, dificultar a sua passagem.

Causas da próstata aumentada

Geralmente, a próstata está aumentada pela hiperplasia benigna da próstata (HPB), que surge naturalmente, com a idade, com os sintomas aparecendo aos poucos, por isso, na maior parte das vezes, o tratamento só se inicia quando já existem muitos sintomas, e eles interferem na rotina diária.

Mas, embora não seja tão comum, a próstata aumentada também pode ser causada por doenças mais graves, que precisam de mais atenção, como prostatite ou câncer, por exemplo.

A prostatite, geralmente, afeta homens mais jovens, enquanto o câncer é mais comum nos mais velhos.

Mas, homens com histórico familiar de câncer da próstata, devem fazer o exame de toque retal mais cedo, aos 40 anos.

O tratamento

Como acontece com qualquer tratamento, o de próstata aumentada, também vai variar conforme a causa e a gravidade do problema.

  • Hiperplasia benigna da próstata: o médico inicia o tratamento com o uso de remédios  para diminuir o tamanho da próstata e aliviar os sintomas. Já, em casos mais graves, pode ser preciso fazer cirurgia para remoção da próstata.
  • Prostatite: se a inflamação da próstata for causada por uma infecção bacteriana, o urologista poderá receitar antibióticos.
  • Câncer de próstata: geralmente o tratamento é cirúrgico, para a retirada da próstata e, dependendo da gravidade, pode ainda ser necessário fazer quimioterapia ou radioterapia.

Há ainda a possibilidade de um tratamento complementar com remédios naturais, que podem ajudar a aliviar mais rapidamente os incômodos sintomas da doença.

Outros assuntos de Interesse: Renova Prost Bula

Enfim, vale lembrar que qualquer tratamento é bem mais simples e eficaz quando detectado assim que aparecem os primeiros sintomas. Por isso, não deixe de procurar um médico ao perceber qualquer problema.

8 Soluções caseiras para tratar Varizes

Atrás de soluções caseiras para tratar varizes? Então, veio ao lugar certo. Confira nesse artigo 8 opções de tratamentos caseiros.

 Não é de hoje que a civilização sofre com problemas de varizes, na verdade, o primeiro registro desse problema vem de quatro séculos antes de Cristo, numa estátua de mármore encontrada em escavações nas proximidades de Atenas, retratando um homem segurando uma perna com veias dilatadas e tortuosas, e essa imagem hoje está guardada no Museu Nacional de Arqueologia da Grécia.

E se engana quem pensa que esse problema é apenas estético ou desconfortável, na verdade, segundo uma pesquisa do Hospital Memorial Chang Gung, em Taiwan, as varizes aumentam em cinco vezes o risco de trombose venosa, que é a formação de um coágulo nos vasos sanguíneos profundos.

Por tudo isso, claro que é fundamental ir ao médico e procurar o melhor tratamento para cada caso, mas nunca é demais apelar para uma ajudinha extra com soluções caseiras, e é o que mostraremos abaixo, 8 opções de tratamentos caseiros.

Além desses tratamentos ainda existem produtos e cremes para combater as varizes, e o varigold é um dos melhores do mercado.

  1. Compressa de couve

Já bem conhecida de nossos avós, a aplicação de uma compressa morna feita com folhas de couve é um bom remédio natural para varizes e vasinhos nas pernas.

Ingredientes

  • 5 folhas de couve

Modo de preparo

Aqueça as folhas de couve no micro-ondas durante alguns segundos e aplique sobre as varizes, deixando agir até que esfrie. Depois, lave a região com água gelada, isso irá melhorar a circulação sanguínea.

  1. Compressas de cardo-mariano

As compressas com o chá de cardo-mariano aliviam os sintomas e trazem a sensação de bem-estar.

Ingredientes

  • 1 colher de chá dos frutos de cardo-mariano
  • 250 ml de água fervente

Modo de preparo

Adicione os frutos na água fervente e deixe descansar por 15 minutos. Depois de morno, com a ajuda de um lenço, coe e aplique sobre as áreas afetadas.

  1. Chá de hamamélis

O chá de hamamélis ajuda a fortalecer as veias e a reduzir a inflamação, impedindo que as veias se dilatem muito e aumentem as varizes.

Ingredientes

  • 5 g de folhas secas de hamamélis
  • 500 ml de água fervente

Modo de preparo

Numa panela com água fervente, junte os ingredientes, desligue e deixe repousar entre 5 a 10 minutos. Coe e beba 2 xícaras por dia.

  1. Chá de castanha-da-índia

As propriedades contidas no chá de castanha-da-índia fortalecem as paredes das veias, impedindo que o sangue saia, evitando as varizes.

Ingredientes

  • 2 sachês de castanha-da-índia
  • 500 ml de água fervente

Modo de preparo

Junte os ingredientes em uma panela e deixe repousar por cerca de 10 minutos. Depois de morno, coa e beba 3 xícaras por dia, após as refeições.

  1. Loção de confrei e erva-cidreira

É mais uma forma de tratar em casa as varizes, a aplicação de uma loção de confrei e erva-cidreira.

Ingredientes

  • 6 folhas de pariparoba
  • 4 folhas de confrei
  • 1 colher de erva-cidreira
  • 500 ml de álcool

Modo de preparo

Mergulhe todos os ingredientes no álcool, deixando-os por 24 horas. Após esse tempo, com um pano limpo, aplique a loção sobre as varizes, de 2 a 3 vezes ao dia.

  1. Suco de uva contra varizes

Sem dúvida, esse é o tratamento mais gostoso, já que consiste em tomar o suco de uva, pois esta fruta possui resveratrol, uma substância que facilita a circulação sanguínea.

Ingredientes

  • 1 copo de água
  • 1 copo de uvas pretas

Modo de preparo

Bata os ingredientes no liquidificador e beba a seguir. Prefira tomar sem adoçar, mas se achar necessário, procure adoçar com mel, melaço de cana ou stévia.

  1. Óleos essenciais

Óleos essenciais ajudam a ativar a circulação e reduzir o desconforto e coceira, que podem provocar feridas e inflamações.

Ingredientes

  • 8 ml de óleo de girassol
  • 2 gotas de óleo essencial de erva-de-são-joão
  • 2 gotas de óleo essencial de alfazema
  • 3 gotas óleo essencial de limão

​​Modo de preparo

Misture todos os ingredientes e aplique na região, fazendo massagens, sem insistir muito sobre a varize, mas de forma ampla e suave, em movimentos circulares, subindo dos pés para as coxas.

  1. Mistura de óleos essenciais

A mistura de óleos essenciais ajuda a ativar a circulação e a aliviar as coceiras e o desconforto causados pelas varizes.

Ingredientes

  • 125 ml de extrato de hamamélis
  • 10 gotas do óleo essencial de cipreste
  • 10 gotas de óleo essencial de milefólio

Modo de preparo

Junte todos os ingredientes em um recipiente e misture bem, aplique sobre as pernas sempre que desejar, para aliviar a inflamação.

Procure, além de seguir essas opções de tratamentos, manter as pernas elevadas o maior tempo possível, e vale até colocar um calço na cama, deixando a cabeceira mais baixa e, assim, ajudando na circulação do sangue, diminuindo as varizes e as dores provocadas por ela.

Lembrando que essas soluções caseiras ajudam no desconforto, mas não substituem o tratamento com um médico especialista, que saberá indicar o melhor para cada caso.

4 Aliados naturais para perder peso

O poder saciante e diurético de algumas plantas pode ajudar a eliminar o excesso de peso. Existem dois segredos: perseverar e, acima de tudo, comer saudável!

REMÉDIOS NATURAIS PARA PERDER PESO

Juntamente com uma dieta equilibrada e atividade física regular , plantas medicinais e algumas frutas podem ajudar a perder peso.

As plantas podem ser usadas como uma solução única ou como suporte para tratamentos mais complexos.

São escolhidos aqueles que aceleram o metabolismo de gorduras , saturadores ou estimulam a eliminação de toxinas.

Garcinia sacia para comer menos

Quando comer menos é a estratégia de perda de peso recomendada, pode ser um desafio.

Para ajudá-lo, existem plantas saciantes como a garcinia ( Garcinia cambogia ). Sua polpa contém ácido hidroxicítico, que bloqueia parcialmente a fabricação de gorduras e gera uma sensação de plenitude.

Garcinia também melhora a drenagem hepática e é cardioprotetora .

A parte que é usada é a polpa. Experimente em cápsulas de 250-450 miligramas de extrato. Tome dois por dia, antes das refeições.

Chá verde contra a celulite

Por outro lado, o chá verde ( Camellia sinensis ) é um excelente recurso contra a celulite.

Tem um efeito diurético, antioxidante e hipolipemiante . Acelera a combustão de calorias e promove o metabolismo da gordura.

Beba chá verde com infusão , como diurético. Outra possibilidade é usá-lo em pomada , gel ou creme contra a celulite.

Cavalinha para purificar

Antes da retenção de líquidos e celulite, contas com plantas diuréticas e purificadoras.

Um dos mais eficazes é o rabo de cavalo ( Equisetum arvense ). Também é remineralizante .

Use hastes estéreis para preparar uma infusão . Tome duas xícaras por dia.

Alternativamente, você pode usar extrato líquido ou cápsulas .

O abacaxi, um ótimo suporte

O abacaxi ( Ananas comosus ) fornece vitaminas, minerais e enzimas proteolíticas, como a bromelina, mas também é muito rico em fibras .

Adicionando um efeito laxante a outra saciedade , que é um bom suporte para tratamentos de emagrecimento. Além de fresco, é em pó e cápsulas.

O excesso de peso condição e, especialmente, a obesidade nós. Até 40% da população espanhola está acima do peso e 15% sofrem de obesidade, em números que estão aumentando.

Ambos têm sua causa e efeito no estilo de vida sedentário , porque o excesso de peso e a falta de movimento reagem.

Nas mulheres, há uma maior tendência a acumular gordura localmente, principalmente nas coxas e nádegas. Nos homens, a área mais problemática é o abdômen.

De qualquer forma, sobrepeso e obesidade aumentam o risco cardiovascular .